O primeiro jornal impresso em tinta e em braille!
Jornal Conviva

Editorial


Baixa visćo e o projeto Bengala Verde

Pessoas com baixa visão não são consideradas cegas, uma vez que elas têm resíduo visual. A diminuição da sua capacidade de ver pode vir acompanhada de alteração do campo visual. Algumas pessoas com baixa visão, por exemplo, enxergam como se olhassem por um tubo. Outras podem apresentar uma grande mancha escura na parte central da visão ao tentar fixar um objeto, ou ainda sofrerem de fotofobia na claridade ou cegueira noturna em condições de pouca iluminação. O campo visual e a capacidade de leitura também variam bastante conforme cada caso. 

A maioria das pessoas cegas e muitas com baixa visão usam bengala para se locomover com autonomia. Ao se avistar alguém com uma bengala branca ou de qualquer outra cor, logo se presume que ela é cega, isto é, que não enxerga nada.

Esta conclusão precipitada acaba por gerar situações constrangedoras e algumas violentas, pois, por falta de informação ou preconceito, não se aceita que a pessoa com baixa visão precise usar bengala se ela tem resíduo visual. Casos de agressão física já ocorreram porque alguns indivíduos se sentem ludibriados, por exemplo, ao ceder seu assento no ônibus e descobrir que o deficiente visual usando bengala não é totalmente cego.

No sentido de amenizar estes problemas, o Grupo Retina São Paulo lançou, em 2014, o projeto Bengala Verde. Criou-se uma bengala semelhante à branca, mas de cor verde, e foi realizada, no dia 16 de maio de 2015, a “Caminhada da Bengala Verde”, na av. Paulista, para a divulgação do projeto e conscientização da população. 

A bengala verde facilitará a identificação da pessoa com baixa visão e a expectativa é que seu uso, associado a um movimento maciço de divulgação, promova melhor compreensão da sociedade, amenizando um pouco o sofrimento desta parcela significativa da população. No Brasil, mais de 6,5 milhões de indivíduos têm alguma deficiência visual e, deste total, 6.056.654 têm baixa visão (Censo 2010).

Para mais informações sobre o projeto ou como adquirir a bengala verde, o Grupo Retina São Paulo coloca à disposição o telefone da sua sede: (11) 5549-2239, e seu e-mail: retinasp@retinasp.org.br                     

Márcio Spoladore

 

Voltar

 

ADEVA Rua São Samuel, 174, Vila Mariana - CEP 04120-030 - São Paulo (SP)
Telefones: 11 5084-6693 / 5084-6695 - Fax: 11 5084-6298 - E-mail: adeva@adeva.org.br
Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
Compartilhe:
Indique este site! 

Webdesign:
E-Hipermídia Criação de Websites